terça-feira, 9 de novembro de 2010

Aprendiz de luthieria do NEOJIBA realiza intercâmbio na Suíça

David ao lado do maestro Ricardo Castro, do luthier Andre-Marc e dos mecenas

O luthier-assistente do NEOJIBA, David Matos, que também é violoncelista da Orquestra Sinfônica Juvenil 2 de Julho, partiu para a Suíça no dia 09 de outubro para realizar intercâmbio na área de reparação de instrumentos de cordas. O jovem ficará no país europeu até o final de dezembro estudando na conceituada "Geigenbauschule", (Escola de Fabricação de Violino) na cidade alpina de Brienz. O intercâmbio foi organizado e teve apoio logístico-financeiro de seu mestre, o luthier suíço Andre-Marc Huwyler, que vem periodicamente a Salvador ensinar a sua arte e reparar os instrumentos do NEOJIBA.

Em Brienz, David realiza um curso super intensivo, já que os estudos normalmente duram 4 anos na Escola. "Estou gostando muito da Escola e dos alunos, apesar do trabalho pesado que já começa às 7 da manhã, quando ainda está completamente escuro!". As atividades se desenrolam diariamente até as 17h. A ideia é que o intercâmbio possa se repetir em 2011, nos mesmos moldes dessa primeira incursão, para que ele tenha o maior aproveitamento possível e possa ensinar a outros alunos em Salvador.

O intercâmbio desse ano só foi viabilizado graças ao financiamento feito por um grupo de famílias suíças, que se responsabilizou pelas despesas gerais com David, como o curso, alimentação, hospedagem e transporte. Na última segunda-feira (08/11) essas famílias visitaram David na Geigenbauschule, juntamente com o maestro Ricardo Castro e o luthier Andre-Marc Huwyler. Alain Simonin, Edith e Henri Huwyler, Marianne e Klaus Bally acompanharam de perto as atvidades e a rotina de David na Escola de Luthieria. Além deles, a própria Fundação da escola (Hans und Verena Krebs Foundation) fornece apoio, ben além da loja de música heer-musik, que fica na cidade de Schlieren.

A escola de fabricação de violino de Brienz (Geigenbauschule Brienz) foi criada em 1944 e é a única escola na Suíça especializada na fabricação de violino. Conta com alunos de países como França, Alemanha, Dinamarca, Suiça e Macedônia. O curso de quatro anos de estudo dá aos alunos tempo suficiente para aprender as habilidades que os permitam se desenvolver individualmente como artesãos e mais tarde, como fabricantes profissionais de violino.

Brienz está situada na extremidade superior do Lago Brienzer, no coração da Suíça, uma área de grande beleza natural. Por séculos, os artesãos têm usado a madeira dos vales das montanhas ao redor para produzir instrumentos musicais de alta qualidade. A escola está situada no centro desta vila histórica ao lado da escola de escultura em madeira (Schule für Holzbildhauerei). Abriga uma biblioteca bem abastecida e uma sala de exposições/música onde eventos públicos são realizados regularmente.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá, como faço para entrar em contato com David Matos, que trabalha no luthier?