quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Neojibabando - Edição FEMUSC

NEOJIBA voou mais alto e desceu rasante no FEMUSC. Um novo mundo a descobrir e Jaraguá do Sul mostra-se ninho de acolhimento e organização. Das montanhas surgem nuvens carregadas e água cai, garoa daí, Jarágua ficou batizada. Calor e frio alternados umedecem e pesam o ar. Neojibás batem asas com vontade e sabem aonde querem chegar. Ensaios, estudo, emoção. Concertos caprichados para o público bralemão.

O tempo exige aprender e ensinar, e nas asas alongadas, instrumento é companheiro pra voar. Invasão nas ruas, escolas, salas e alojamentos. A cidade ora tranquila é puro som e movimento. E a música passeia soberana nos acordes recheados de fomento.

Na abertura oficial teve hino nacional . Encantadas aquelas harpas ! Dezesseis soando juntas parecia irreal mas no palco do FEMUSC virou coisa habitual. E se o assunto era magia, a Juvenil 2 de Julho prometia... Em noite tão esperada entra em cena concentrada e com a Abertura Coriolano deixa a platéia arrepiada. O silêncio se instala e a Sinfonia Novo Mundo engole a sala. Beleza, força e destreza. Difícil entender de onde vem tanta energia. Danzón feito brincadeira deixa todos em euforia. Muitos bis pra saciar a plateia que queria ali ficar.

Um fenômeno! Dizem uns… Isso é coisa da Bahia… E o meninos riem juntos. É só coragem, vontade e harmonia, daí.

Por Ana Luiza Castro
Mar de Palavras
www.analucastro.blogspot.com

Um comentário:

gisele disse...

Como é bom saber que existe,sim! qualidade músical na bahia,algo magico e surpriendente diante dos olhos de que consegue sentir o encanto da música nas entrelinhas do surpriendente. parabéns a todos da neojibá e espero um dia ,a oportunidade de estar presente diante do encanto de sentimentos humanos ao tocar, a vivenciar a música!